Tag Archives: Viagem

Rio-Teresópolis de Bicicleta

Na última semana fiz um pedal esticado até teresópolis. A idéia era fazer o pedal em um dia. Nunca tinha feito nenhum treino de subida, nem paineiras, nem nada do gênero e já esperava não conseguir subir a serra, mas resolvi aceitar o desafio mesmo assim. Vou deixar aqui um relato do caminho pra quem resolver se aventurar pelo mesmo trajeto :)

Fui com a minha fixa, uma Color Bikes com pneus 700×23, freios dianteiros e traseiros, um bagageiro preso no canote do selim de 9kgs.

Saí de casa cedinho, e peguei a segunda barca pra niterói. De lá, o caminho que escolhi era pegar a BR-101 desde a Av. do Contorno até o momento em que ela cruza com a BR-493, em direção a magé. Os primeiros Km da 101 não tem acostamento, mas é um trecho pequeno e depois disso é um grande retão, com acostamento na maior parte do tempo com o asfalto agradável. Esse é um trecho de 28km, aproximadamente, bem tranquilo, não precisei parar em momento algum e no quase chegando na 493 tem uma descida agradável pra dar aquela esticada :)

Logo depois, entrando na BR-493 é que é meio chato, no início dessa BR o acostamento está bem detonado e onde ele existe, ele é de areia/terra. Bem desagradável pra quem está com um pneu slick, ou como era o meu caso, um 700×23 urbano :)

Isso melhora depois de uns 2 ou 3 km, quando volta a ter acostamento normal enquanto se está passando pela reserva. Uma parte do caminho bem calma, com mata nativa dos dois lados, bem legal de se apreciar :)

Lá pelos 43.5 km, se chega na entrada de Vale das Pedrinhas, um distrito de guapimirim. Essa foi com certeza a parte mais agradável do trajeto. O lugar tem pouco movimento, apesar de não ter acostamento, mas é super arborizado, extremamente agradável de se passar. Quando você vê, já passou :)

Ao fim dos 54km você está na Rio-Teresópolis, que volta a ter acostamento e é quando começam as subidas, logo depois de Parada Modelo, começa a serra propriamente dita. A serra é longa, tipo uns 20Km, e depois da serra, ao menos pra onde eu tava indo, ainda tinha uns sobes-e-desces. No meu caso, como não estava lá muito acostumado com subidas, depois de uns 2km de anda-e-para, desisti e empurrei boa parte do trajeto. A serra tem vários belos mirantes, mas o “acostamento” é na verdade só um pequeno espaço entre a pista e o guard-rail.

Não tive nenhum estresse durante o trajeto com outros carros ou caminhões, que nessas duas BRs são vários. Vou editando isso aqui conforme forem surgindo perguntas sobre coisas mais específicas :)

Um pouco de Penedo

Esse último fim de semana eu fui pra Penedo, um distrito de Itatiaia, no Rio de Janeiro. O lugar, uma colônia finlandesa, é bem conhecido por ser uma cidade com um clima mais frio e por causa do fato de ser colônia finlandesa, tem costumes de tal, tendo fábricas de chocolate, rodízios de Fondue e tudo mais.

Fiquei no Hotel Bertell, que tem uma equipe bem atenciosa. O hotel é bem cuidado, o café da manhã é muito bom, e não tive problema algum durante a estadia. Tudo que precisei fui atendido prontamente. Inclusive, no sábado, quando choveu, me emprestaram um guarda-chuva por pura cortesia. O hotel fica bem perto do centro, coisa de 10, 15 minutos caminhando calmamente. É perto o suficiente pra dar pra ir andando, longe o suficiente pra ser num lugar bem tranquilo.

Jantei um dos dias na Casa do Fritz, um bar & chopperia, com tradicionais comidas alemãs. No entanto, comi uma comida mais brasileira, um Filé à Oswaldo Aranha (que pra quem não sabe, se trata de filé, farofa, arroz, batatas fritas e um molho de alho e óleo). Tudo muito gostoso. O vinho doce da casa também é muito bom.

No outro dia comi no Braseiro Gaúcho, recomendado por um atendente do Hotel. Novamente, comida muito boa, dessa vez, um churrasco misto à moda da casa. Em especial, o suco de laranja e acerola estava especialmente bom :)

Como choveu no sábado, acabei não experimentando nenhum dos rodízios de fondue, acabei ficando na vontade. No entanto, experimentei o chocolate quente da Fábrica de Chocolates, que é bem gostoso. Embora pelo tamanho, acho que dê pra dividir um chocolate por duas pessoas. Os chocolates em geral são bem gostosos, todos os tipos que experimentei.

Por fim, pra quem tiver viajando pra lá, eu não consegui encontrar essa informação em lugar nenhum. Não há rodoviária em penedo, o ônibus que sai da novo rio pára numa rua próxima ao centro, nesse mapa:

Embora seja horroroso, é melhor do que nada.
Embora seja horroroso, é melhor do que nada.

Ele pára aproximadamente no número 7. E a compra de passagens de volta é numa padaria próxima ao número 6. O mapa é horrível, mas é o melhor que deu pra encontrar na internerdz.

E é isso que eu achei de penedo :)

Mais info:

Hotel Bertell
Casa do Fritz
Informações de Penedo: [1] [2]

PS: Usei outro site quando tava procurando mais informações de hotel, mas não tô achando, então, fiquem com esses mesmo.