Os jogos e as músicas

Estava eu lendo minhas coisas do reader, quando esbarrei com esse artigo do Kotaku: The Year I Gained The Courage To Ignore Video Game Music.

Comecei a ler concordando com o cara, e depois degringolou pra algo bizarro. Vamos lá.

O cara começa atacando pessoas que jogam DS ou PSP no metrô ou no ônibus e o fazem sem ouvir a música. OK. Isso é meio errado. Mas até aí, eu também fiz isso muitas vezes. Há situações em que jogar é possível, jogar ouvindo música, mesmo que num fone de ouvido, não dá. Mas ainda assim, sempre que estou numa situação dessas, é raro eu jogar algo que exija dedicação e atenção. Jogo coisas como Picross, que permitem a falta de som.

Aí ele cita o exemplo de GTA. E como ele deixa você mudar as rádios in-game, e o XBox que deixava você mudar as músicas pelas suas. Bom,  no caso do GTA, a trilha não é inerente ao jogo. Ela não climatiza o jogo. Ela serve para que você tenha uma rádio pra ouvir durante o jogo. Isto não é verdade, por exemplo, em Shadow of The Colossus, ou Zelda, onde a música é para te inserir no contexto do momento. Imagine ouvir um podcast enquanto você joga, por exemplo, Alone in the Dark. Pronto, está destruída toda a imersão.

Ainda sou meio purista com música de jogos. Talvez porque ache que determinados jogos necessitem da sua atenção completa. Por exemplo, estava vendo Amnesia: The Dark Descent. O grande panz do jogo é o clima. A ambientação. Assim como é o caso de eternal darkness, de gamecube.

Há de se dar mute algumas vezes. Mas ouvir podcast enquanto joga? Sei lá. Pra mim já passou do ponto.

One thought on “Os jogos e as músicas”

  1. Mesmo não sendo um gamer tenho de concordar contigo no ponto do clima. Alguns jogos são divertidos puramente por sua repetição de movimentos, treinos manuais etc. Estes tipos de jogos precisam apenas de nossa atenção visual.

    No entanto, alguns outros jogos, principalmente aqueles onde a histório, roteiro etc são vitais precisam de atenção plena e de músicas, por exemplo. Não consigo pensar em jogar um God Of War ou um Lord of The Rings sem o som e sua fantástica trilha sonora.

    De resto temos outros problema. Geralmente os jogos de repetição que não precisam de toda a atenção ou de música tem suas músicas igualmente repetitivas e martelantes. Nesse casop o melhor mesmo é tirar o som e lligar o podcast ou qualquer coisa melhor de se escutar….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *