Esse tal de cansaço

Não sou de reclamar de cansaço. Inclusive, costumo sobreviver bem com pouco sono, mesmo quando durmo pouco, só sinto sono de verdade quando, de noite, eu deito na cama. Ao longo do dia, eu raramente tenho aquele sono do tipo “omg preciso dormir”.

Ou pelo menos, era assim. Sabe quando você tem a impressão que dessa vez você realmente conseguiu arranjar mais coisas pra fazer do que o seu tempo útil comporta? Pois é, ultimamente venho sentindo isso.

Pode ser porque fiz uma seleção ruim de matérias na faculdade, porque todas elas resolveram emendar uma na outra (prova, seguida de trabalho, seguida de outro trabalho, outra prova, etc), pode ser por causa do estágio junto com uma monitoria no laboratório, pode ser pela dança em todos os horários que sobraram livres durante a semana.

Óbvio, você também já deve ter notado, é por causa de tudo isso junto. E eu não tô disposto a botar nenhuma das paradas de lado, então, a parada é torcer pra janeiro chegar logo e até lá, ir sobrevivendo a base de café e dos momentos de descanso que aparecerem pelo caminho. “Vam-Que-Vamo!”

One thought on “Esse tal de cansaço”

  1. A vida é feita de escolhas né… as escolhas do que NÃO fazer também são muito importantes. Você tá escolhendo não dormir o que vc precisa…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *