A escrita na internet

Isso é um assunto relativamente polêmico, já que desde os primórdios da internet que ela ao mesmo tempo que facilita o compartilhamento de informação, ela deteriora as línguas no geral.

Bom, vamos lá. Em primeiro lugar, vou expor como eu acho que tudo isso começou.

A internet surgiu no meio acadêmico, mais em específico, no meio acadêmico da computação, e em geral, exatas. O povo que já era forçado, na época, a mexer com terminais e por consequência, acabava aproveitando pra usar o que na época era uma rede pequena.

Profissionais da área de exatas, em geral, tem menor domínio com a língua. Já vi algumas coisas cascudas, mas o que eu quero dizer é que normalmente o povo de exatas, até mesmo por falta de uso, acaba enferrujando um pouco aquilo que provavelmente nem era a área que eles eram mais proficientes, pra começar.

Pois bem, acho que isso já era um fator para deteriorar um pouco a língua, ou o modo de escrita da “internet” da época.

Pois bem, quando as pessoas normais (e entendam isso como bem quiserem) começaram a usar a internet, já vários anos depois, elas tinham outro problema, que não necessariamente o domínio da língua – embora alguns casos, isso pudesse estar combinado – que era a falta de costume de usar um teclado.

Não sei se vocês são assim, mas conheço N! pessoas que digitam com um dedo de cada mão, olhando para o teclado e checando depois de cada palavra que escrevem. Isso obviamente atrasa a escrita. E o mundo em que nós vivemos é um mundo movido por pressa. E assim as pessoas começaram a abreviar as coisas, num intuito de simplificar a escrita, mantendo a idéia.

Assim surgiram abreviações. E no início elas era bem úteis, de fato.
Vejam bem, “Você” precisa de 5 toques de tecla, sem contar o shift. Já “Vc”, só 2. ?? mais simples, e não acaba com nada, dado que você escreva normalmente o resto da frase.

Mas as pessoas tem o péssimo costume de perder a noção. Em tudo. E assim começaram as abreviações-que-nem-são-abreviações. Tipo “Ká”. “Cá” tem exatamente o mesmo número de toques. E o K nem é num lugar muito melhor, na minha opinião.
Bom, é fácil ver que as pessoas substituiram várias vezes C por K desnecessariamente. Dependendo da pessoa você podia ver a coisa degradando mesmo, o cara escrevia só errado. Não era muito uma abreviação.

E ainda tem o problema da pontuação. As pessoas comem tudo. Vírgula, Ponto, Interrogação. Eu assumo, na internet eu poucas vezes uso ponto. Uso reticências, mas ponto é raro. Porque eu prefiro terminar frases com emoticons. Porque? Simples. Imagine a seguinte conversa:

<Fulano> Caramba, cara. Não aguento mais minha vida. Fico o dia inteiro em casa.
<Beltrano> Porra. Vai a merda, mané.
<Beltrano> Trabalho o dia todo e tu reclamando.

<Fulano> Caramba, cara. Não aguento mais minha vida. Fico o dia inteiro em casa.
<Beltrano> Porra. Vai a merda, mané xD
<Beltrano> Trabalho o dia todo e tu reclamando xDD

Qual a diferença entre as duas? Na segunda versão é óbvio que o Beltrano estava brincando com o fulano. Do tipo “Pô, tu tá reclamando de boca cheia, mané!”. E na primeira? Bom. ?? assim que começam as guerras.

Mas não usar interrogação? Pô, isso me deixa triste. Puxa vida. Nem é tão difícil… Quer perguntar? Usa interrogação!

Mas bom. Versão resumida e fechamento:

Ter que decifrar coisas na internet é muito chato. Usem acentuação. Não precisa escrever tudo como se fosse redação de vestibular. Mas que tal tentar não assassinar o português?
Emoticons são legais, eles ajudam a sua vida.

E por favor. Sério. Não riam “rsrsrs”. Ou você ri algo do tipo “Hahaha!”, ou você só usa “*Risos*”. “rsrsrs” é uma coisa que veio de lugar algum, e deveria voltar pra onde veio.

Ah, e fica aqui o guia sobre como N??O escrever, em lugar algum, mesmo que seja a internet: Dedonês

One thought on “A escrita na internet”

  1. Cara, é foda. Pra nós que viemos do IRC, esse mar de emoticons que domina o MSN é completamente cansativo e desgastante.
    Não existe um pq pra tantas abreviações, eu, particularmente, já vi pseudo-abreviações que na verdade eram maiores do que a palavra normal.

    Eu até uso diversas abreviações, mas qdo tou no celular, mandando sms. Aí o espaço é pouco e a gente meio que faz um telegrama digital.

    ?? isso aí, o triste é ver a língua original, seja qual for, indo direto pro fundo do ralo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *