Google Chrome

Vou falar dele também. Se você procurar, provavelmente vai achar N! lugares com uma avaliação melhor, mais detalhada e o cacete, mas como tô com vontade, vou dar o meu pitaco.

Pra quem não sabe, o Chrome é o mais novo browser no mercado, feito pela Google, e lançado ontem pra Windows.

Pra início de conversa, não acho que a Google queira “dominar o mercado de browsers” ou derrubar o Firefox. O que a Google quer é puxar o peixe pro lado dela. Se mais browsers implementarem melhor as coisas da internet como são hoje, javascript, padrões da w3c e tudo o mais, menor o trabalho pra ela, e mais lucro pra ela também. Porque mais gente acessa melhor os serviços dela.

Tanto que o maior marketing do Chrome é a nova engine de Javascript, o V8, e o fato de que o Chrome é open source. Ora, se eu implemento algo supostamente melhor e boto open source no meio de um mercado em que um browser open source está em ascendência, obviamente a intenção é incorporar essas features nesse browser, na minha opinião.

Mas que assim seja, porque das features do Chrome, algumas são muito interessantes, vamos à elas:

– Cada tab é um processo:
Bom, talvez isso seja grego pra você. Mas o negócio é, do ponto de vista de usuário, isso significa que caso uma das suas abas trave, você continua usando o resto das abas, sem precisar matar todo o browser. Bom? Muito. Isso sem contar que caso haja vazamento de memória (como sempre tem, em todo browser), então ao fechar uma aba, você libera TODA a memória que tava alocada pra ela, e não só a parte que não estava vazando, como acontece no firefox. Bom? Muito.

– Busca “que nem o diff”
Bom, novamente, isso talvez seja grego pra você. O Diff, uma ferramenta muito usada por programadores, tem uma feature que é a seguinte: quando ele destaca algo no texto, ele também destaca na barra de rolagem, pra que você possa ver facilmente onde está a próxima coisa destacada. ??bvio que você pode só clicar no “próximo”, mas assim você tem um feedback visual de onde estão as palavras que você buscou na página. Muito, muito legal.

Essas foram as duas principais features que eu vi. O negócio da página principal parece interessante, mas eu teria que usar mais tempo pra ter certeza. E a engine de javascript não me fez notar muita diferença não, mas de novo, acho que é uma questão de testar por mais tempo.

Será que outros browsers vão absorver essas features? Só o tempo dirá. Mas eu espero que sim :)

Ah, o link pro quadrinho explicando o Chrome em mais detalhes:
http://www.google.com/googlebooks/chrome/

PS: Pra postar no WordPress o negócio tá um pouco mais lite que no Firefox. Não sei se é só aqui :)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *